segunda-feira, 5 de março de 2012

Arquitetura das fazendas

Gosto muito de ver como a arquitetura ainda guardou lembranças importantes através do restauro de algumas fazendas. Aqui em São Paulo existem fazendas lindas que já foram até apresentadas em novelas e são abertas à visitação. Fazendas grandes, espaçosas onde o luxo e riqueza são mostrados nos tetos detalhados ou pintados e nos móveis de madeira, rústicos e imponentes. Separei uma de tantas que gostei:

Esta é a Fazenda Vargem Grande, em Areias-SP. Ela data de 1837 e  foi restaurada em 1973. 


Algumas são museus e outras foram transformadas em hotéis ou pousadas, pois é uma forma de garantir a manutenção e conservação da fazenda e suas casas sem perder o padrão de patrimônio histórico inserido nela.


A arquitetura imperial trouxe o telhado de 4 águas, muito usado nessas construções. Junto com ela, as palmeiras tomam espaço e força com suas alturas e diferentes espécies no paisagismo. Sempre rodeadas de muito verde as casas grandes e respeitosas mostram sua arquitetura colonial.


E para melhorar, este jardim foi criado pelo renomado Burle Marx, paisagista que ganhou o Brasil com suas composições e combinações.


Uma fazenda possui dentre outras características, uma culinária típica inconfundivelmente deliciosa feita em fogões à lenha. A arquitetura reúne estilos do barroco ao neoclássico, com seus pisos em assoalho de madeira nas salas e quartos, cimento queimado como este da cozinha, forros de madeira em pé-direitos altos, portas de madeira com bandeiras(“janelinha em cima da porta”), janelas grandes do tipo guilhotina.


A beleza das casas de fazenda está nos detalhes simples e naturais de seus ornamentos e materiais do local. Tem ladrilhos coloridos, portugueses e pinturas de paredes em ons neutros. Móveis feitos à mão são uma relíquia que contam passagens de uma época de transição e fascínio. Quanto mais detalhada fosse a decoração, mais rico era o proprietário dessa fazenda.


Percebe a praticidade dos paneleiros? Este em forma de estante e outros em suportes presos ao teto.

É impressionante como uma obra pode durar tanto tempo mesmo sendo primitiva em sua estrutura. Como arquiteta sou suspeita em falar das fazendas, gosto muito de estudá-las e a cada vez surge um elemento novo.

                                                      Imagens:  fazendavargemgrande.com.br

 Até mais!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário